|

Desabafos, erros e arrependimentos

| blog

Escrever é uma forma de desabafar e costuma ser mais eficaz que os ansiolíticos diários.

Os dias andam complicados, repletos de provações e entrelinhas sinuosas.

Será que falta dopamina? Ou minha serotonina está zoada?

Ou talvez ando abusando dos depressores?

São várias conjunções adversativas, inúmeros “poréns”.

Abraçado com a saudade e amarrado numa louca solidão.

Caminho cabisbaixo, murmurando pelos cantos e procurando essa tal felicidade tempestiva.

Infelizmente, na minha soberba condição humana, sou um eterno aprendiz, que caminha na sombra dos meus excessos. Longe de mim, ser o rei das lamúrias…

Errar e assumir o erro costumam ser a chave da construção de um mundo melhor.

Porém, não são suficientes para acalentar os corações ofendidos.

Errar faz parte da essência humana. Parafraseando o livro bíblico de João: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela” – João 8:7

Continuando a parafrasear a bíblia, não podemos deixar de lembrar da oração do Pai Nosso que diz: “Pois se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também lhes perdoará” – Mateus 6:14

São sensações tortuosas, que nos levam a pensar…

Será que vale a pena?

Pois é, não desistirei, buscarei a excelência sempre e tentarei todos os dias ponderar minhas ações.

E no final, e somente no final, que eu tenha a consciência e plenitude para pensar e sentir: “Que eu possa sair melhor do que entrei” (O Evangelho segundo o Espiritismo)

Que assim seja!

Autor: Gustavo Rugila

One Response to " Desabafos, erros e arrependimentos "

  1. Gla disse:

    Tudo vale a pena….

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.