|

Chuva

| blog

Hoje ouço a chuva cair no meu telhado e embriagar minha mente com esse som ludibriante que acalma a alma, me faz refletir e, ao mesmo tempo, é tão “dúbia”.

Chuvinha boa, que sussurra lembranças do que foi e do que nunca será.

Caindo devagarzinho, aumentado sem avisar, desinibida…

Abraçada com o céu cinza, manhosa e preguiçosa.

Com seu cheiro iniludível, com gostinho de café.

Boa para prosear e nunca para lembrar, então, vamos combinar.

Se é para chover, que chova coisa boas, pois já cansei de ruminar a desesperança.

Que continue fulminante na calada da noite.

Que ourice os meus sonhos, e inflame o meu âmago.

Portanto, continue caindo…

Caindo e sempre me lembrando de que às vezes posso contar contigo.

Autor: Gustavo Rugila

One Response to " Chuva "

  1. isolda disse:

    Se escreveu isso na quarta chuvosa, seu dia foi melhor que o meu, com certeza esse dia foi um dos piores (rsrsrs), entre mortos e feridos ainda saímos vivos. Foi um tanto melancólico esse seu texto, mas ja está ficando melhor, vejo uma luz no fim do túnel . Carpe diem caro colega. Aguardo novos textos.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.